Nenhum resultado foi encontrado.
Confira os termos da sua busca e tente novamente.


Abaixo, alguns dos itens mais buscados:

Ops! Parece que algo saiu errado.
Ocorreu um erro ao fazer a busca.
Por favor, tente novamente em alguns instantes.
Mais buscados
A imagem mostra uma trompa muito de perto. A trompa é um instrumento de metal dourado, tocado com a boca.

Voltar

Temporada Osesp: Festival Schubert com Câmara Osesp

Compartilhar
contrabaixo
violoncelo
mezzo soprano
pianista correpetidor
violino
trompa
clarinete
Local: Sala São Paulo
Data: dom., 29 de setembro de 2024
Horário: 18:00
Duração: min.
Preço: R$ 39,60 a R$ 132,00
Adicionar ao calendário

Programa

FABIANA PORTAS mezzo-soprano LUIZ GUIMARÃES tenor JOÃO VITOR LADEIRA barítono FERNANDO TOMIMURA piano

FRANZ SCHUBERT Die Forelle [A Truta], D. 550 FRANZ SCHUBERT Der Tod und das Mädchen [A morte e a donzela], D. 531 FRANZ SCHUBERT Der Wanderer [O Andarilho], D. 489

SÉRGIO BURGANI clarinete ALEXANDRE SILVÉRIO fagote NIKOLAY GENOV trompa CÉSAR A. MIRANDA violino LEANDRO DIAS violino EDERSON FERNANDES viola DOUGLAS KIER violoncelo ALEXANDRE ROSA contrabaixo

FRANZ SCHUBERT Octeto em Fá, D. 803

Este programa é todo dedicado a Franz Schubert, um dos eixos artísticos de 2024. O Octeto em Fá é a maior obra de câmara do compositor. Com seis movimentos e mais de uma hora de duração, foi escrita para clarinete, fagote, trompa, dois violinos, viola, violoncelo e contrabaixo.

Essa instrumentação, semelhante à do Septeto, Op. 20 de Beethoven (peça que também será apresentada na Temporada), não se deu por acaso: a obra surgiu de uma encomenda do clarinetista Ferdinand Troyer, que solicitou com características próximas àquele. A partitura de Schubert foi estreada pouco depois de sua composição, em 1824, e incluiu muitos dos músicos que estrearam o Septeto.

O Octeto em Fá foi escrito no mesmo período que duas outras grandes obras de câmara de Schubert, os quartetos Rosamunde e A morte e a donzela, e nele o artista se utiliza de materiais destas e de outras de suas obras: o tema do primeiro movimento é derivado da canção Der Wanderer, enquanto as variações do quarto são baseadas em um tema do Singspiel Die Freunde von Salamanka. Essas relações entre as obras do compositor ficarão evidentes na primeira parte do programa, dedicada a canções: além das duas já mencionadas, serão ouvidas Die Forrelle e A morte e a donzela.