Nenhum resultado foi encontrado.
Confira os termos da sua busca e tente novamente.


Abaixo, alguns dos itens mais buscados:

Ops! Parece que algo saiu errado.
Ocorreu um erro ao fazer a busca.
Por favor, tente novamente em alguns instantes.
Mais buscados
Alexander Liebreich é um homem branco, de cabelos brancos e olhos claros. Ele veste preto e está segurando a batuta de maestro.

Voltar

Grandes obras de Schubert e Mozart

Compartilhar
corpo artístico
Paul Lewis
piano
Alexander Liebreich
Regente
Local: Sala São Paulo
Data: sáb., 6 de abril de 2024
Horário: 16:30
Duração: 94 min.
Preço: R$ 39,60 a R$ 271,00
Adicionar ao calendário

Programa

EVA GARCIA FERNÁNDEZ Imagen-tiempo WOLFGANG AMADEUS MOZART Concerto para piano nº 27 em Si bemol maior, KV 595 FRANZ SCHUBERT Sinfonia nº 9 em Dó maior, D. 944 – A Grande

Depois de estrear na Temporada com o primeiro dos recitais dedicados às sonatas de Schubert, Paul Lewis sobe ao palco da Sala São Paulo para interpretar uma obra muito especial. O Concerto para piano nº 27 foi o último escrito por Mozart, no mesmo ano de sua morte. Acredita-se que o próprio compositor possa ter estreado a obra, em 4 de março de 1791. Neste caso, essa teria sido sua última aparição pública, já que ele adoeceria em setembro e morreria em dezembro do mesmo ano. Com uma escrita e dimensão que remetem a uma peça camerística, o Concerto combina simplicidade e Schubert nasce em 1797, na mesma Viena em que Mozart falecera, e poucas de suas obras tiveram audições públicas durante sua breve vida. A Sinfonia nº 9, a despeito de suas grandes proporções, é uma obra pessoal e que só uma década depois da morte do compositor foi levada ao palco, após ser descoberta por Schumann e programada por Mendelssohn na Gewandhaus de Leipzig.

Baixar notas do programa