Temporada 2020
dezembro
s t q q s s d
<dezembro>
segterquaquisexsábdom
301 2 3 4 5 6
789 10 11 12 13
141516 17 18 19 20
21222324252627
28293031123
45678910
jan fev mar abr
mai jun jul ago
set out nov dez
PRAÇA JÚLIO PRESTES, Nº 16
01218 020 | SÃO PAULO - SP
+55 11 3367 9500
SEG A SEX – DAS 9h ÀS 18h
      

Emmanuele Baldini
emmanuelebaldini@osesp.art.br

O violinista regente Emmanuele Baldini é Spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), fundador do Quarteto Osesp e diretor musical da Orquesta de Câmara de Valdivia (Chile) e da Sphaera Mundi. Nascido numa família de músicos, foi aluno da classe de `Virtuositè', de Corrado Romano, no Conservatório de Genebra, e estudou música de câmara com o Trio di Trieste e Franco Rossi, tendo se aperfeiçoado em Berlim e em Salzburgo com Ruggiero Ricci. Vencedor de diversos concursos internacionais, deu início à carreira solo após vencer o `Virtuositè' de Genebra e o 3º prêmio no Concurso Lipizer, em Gorizia.

 

Tanto como solista como em recitais para violino e piano, apresentou-se por toda Itália e pelas principais cidades europeias, nos Estados Unidos, Turquia, Brasil, Austrália e Chile, além de turnês pelo Japão. Interpretou os principais concertos do repertório para violino, acompanhado das orquestras Orquestra de Câmara de Viena (Mozart), Orquestra Sinfônica da Rádio de Berlim (Schumann), Orchestre de la Suisse Romande (Schostakovich) Flanders Youth Philharmonic Orchestra (Bruch), Sinfônica da Moldávia (Brahms e Mendelssohn), Sinfônica de Trieste (Mozart e Dvorák) e Orquestra de Câmara de Mântua (Mozart), entre outras. No repertório camerístico, apresentou-se com Nicholas Angelich, Ricardo Castro, Sílvia Chiesa, Arnaldo Cohen, Jean-Philippe Collard, Maria-João Pires, Antonio Meneses, Emmanuel Pahud, Caio Pagano.

 

Como regente, após numerosas aulas com Isaac Karabtchevsky e Frank Shipway, começou uma atividade que, em pouco tempo, lhe permitiu de reger algumas das melhores orquestras brasileiras (Osesp, Ospa, Osba...) e latino-americanas no Uruguay, Argentina e Chile, destacando-se uma estreia recente com a Filarmônica de Buenos Aires, no Teatro Colón.

 

Sua discografia inclui gravações para os selos Agorà, Rivoalto e Phoenix. Nos últimos anos dedicou muitos esforços para valorizar a música brasileira, gravando Sonatas de Guarnieri e Quartetos e Quintetos de Oswald (Biscoito Fino), além de Sonatas de Miguez, Velasquez e Villa-Lobosetc. Iminente o lançamento de seu primeiro Cd publicado pela Naxos, com a qual já existem varios projetos futuros.

 

Emmanuele foi ainda Spalla da Orquestra do Teatro Comunale de Bolonha, Orquestra de Trieste e Sinfônica da Galícia, tendo colaborado também com a Orquestra do Teatro alla Scala de Milão.